Quem puxou o fio que tecia a minha malha?


Fio de sonho.
Desperto.
Vejo-me (des)enrolada aos pés da cama:
                       emaranhada, desfeita
                       novelo brincado por gato.

Avozinha!
Avozinha!

Toma da tua roca
E me tece mulher de novo?

Nenhum comentário: