O infinito na palma da mão...



"Ver um mundo num grão de areia
E um céu numa flor silvestre,
Ter o infinito na palma da sua mão
e a eternidade numa hora."


William Blake

Um comentário:

Rosinha disse...

Tô longe do deserto embora a seca desse lugar me lembre algo de meus sonhos.
Flores? As do cerrado pode ser, mas não tem me inspirado tanto assim.
O infinito pode até ser que eu o tenha em algum lugar, mas está tão escondido que não consigo enchergar antes de uma resposta que quem sabe poderá mudar meu rumo e minhas expectativas em relação a ele, ao meu infinito particular.

A espera é o pior dos castigos!!!

Xerão ;)