Coelhodonte de estimação



Você sabe costurar coleiras?, perguntou. Por quê?. Porque preciso de uma bem grande para pôr no meu iguanodonte., respondeu sem tirar os olhos do livro que folheava. Naquele que está ali dentro da  caixa?, perguntei. Não, aquele é de brinquedo. Vou arranjar um a sério. E nem precisa se preocupar, como é herbívoro, fica mais barato do que criar um leão. Tem razão., concordei. O problema é que os iguanodontes foram extintos, já não existem. Ahh, murmurou tristemente. Virou mais uma página do livro. E os Mamutes, também já foram extintos?. Sim., respondi. Por outro lado, há os elefantes, que são bem parecidos, e também há os rinocerontes e os hipopótamos... É, os hipopótamos são interessantes, mas eu queria mesmo era um dos outros. Que tal se arranjarmos um coelho?, perguntei., Eles também são herbívoros. Verdade., aquiesceu. E continua sendo mais barato do que criar um leão, não é? É. Posso chamar Iguanodonte ao meu coelho? Pode. Assim foi feito. E esta é a fantástica história de como o Iguanodonte voltou a habitar a Terra.

Um comentário:

Paulo Vitor Cruz disse...

é essa sua vertente q mais me cativa, viu? dá vontade de ler p sempre isso e n ter pressa nunca mais na vida.